O MEU AMADO

março 20, 2017

FONTE
Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu [Cantares 6:3]

Essa descrição do Senhor é de uma docilidade iningualável. Pensar em Cristo como O Amado, tendo o Seu amor como nossa possessão é preciosíssimo para a alma. Não há relacionamento mais precioso, mais profundo e perfeito, mais cheio de delícias e prazer do que o que encontramos nEle, vindo dEle, para louvor dEle. Ele é totalmente desejável em Sua graça, bondade, misericórdia. Ele é como o perfume dos campos, sua formosura é sem máculas. Seu amor é melhor do que o vinho, este nos sustenta. Sua voz é suave e poderosa, como voz de muitas águas.
O amor do Senhor é irresistível. O salmista o buscava de tal forma que seu próprio corpo respondia desejando-o "muito  em uma terra seca e cansada, onde não há água" [SL. 63:1]. Ele desejava ver a glória do Senhor, desejava Sua benignidade mais do que a própria vida. Ele o desejava tanto que seus pensamentos eram sobre Ele na vigília da noite, e meditava constantemente nEle. Ele era seu regozijo, sua canção e seu auxílio. O Amado, aquele a quem sua alma amava. Da mesma forma o povo de Israel encontrava ocasião para cantar ao seu amado:

"Mesmo durante o longo inverno, quando a idolatria mirrou o jardim do Senhor, os profetas da Igreja encontraram ocasião para deixar de lado, por algum tempo, o fardo do Senhor e cantar, como o fez Isaías: “Cantarei ao meu amado o cântico do meu amado a respeito da sua vinha” (Isaías 5.1)." [Charles Spurgeon]

Para onde foi o teu amado, ó mais formosa entre as mulheres? Para onde se retirou o teu amado, para que o busquemos contigo? [Cantares 6:1]
A Sulamita descreve seu amado com tanto fervor e devoção que as mulheres que a cercavam também desejavam conhecê-lo. Da mesma forma nós, que estamos imerso no amor puro e perfeito do Amado, devemos refletir e transmitir com mais zelo as virtudes e graças dEle, de modo a contagiar os que nos cercam. Nosso relacionamento deve refletir toda entrega e confiança no Amado.
Nosso relacionamento deve ser profundo, não superficial, sem reservas, com todo nosso ser, com nossa razão, sentidos e com nosso próprio corpo. Deve ser sacrificial, negando nosso próprio eu para servir ao Amado e fazer toda Sua vontade. O mundo deve olhar para nós e dizer, como aquelas mulheres, para onde se retirou seu Amado? Queremos buscá-lo contigo! E quando nos questionarem "Que é o teu amado mais do que outro amado, ó tu, a mais formosa entre as mulheres? Que é o teu amado mais do que outro amado, que tanto nos conjuras?" [Ct. 5:9], que possamos espelhar o quão irresistível é nosso Amado para nós, como estamos atadas a Ele, como Ele é preciosíssimo, "o primeiro entre dez mil"!
De fato, o amor do Senhor é tão forte, e a Sua Igreja está tão mergulhada nele, que não há coisa alguma em todo universo que poderá nos separar dele. Paulo lista que nem a tribulação, nem a angústia, nem a perseguição, nem a fome, nem a nudez, ou o perigo, ou a espada, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor! [Rm. 8:35,38,39] Que amor é esse?
Que essas verdades criem raízes na nossa alma, que saibamos possuir esse amor como o maior bem, como aquele tesouro pelo qual somos capazes de vender tudo o que temos. Que Ele seja nosso anseio e estar com Ele nosso alvo todos os dias. E que esse amor nos leve a glorificá-lo com muito mais fervor.

Em Cristo.
Eurídice.

You Might Also Like

0 comentários

Compartilhe seus pensamentos comigo!